24 de set. de 2007

Ah! Esse BraZil

Ao iniciar a correção deste texto, o computador avisa que escrevi Brasil de forma errada, mas, talvez estivesse funcionando melhor com a letra Z, isto porque o nosso S só nos faz “sem-vergonhices”. E o que me deixa mais atônito é o fato de que toda nossa imprensa e todos os nossos políticos em geral, se manifestaram contra o Senado, com ênfase demagógica, usando o termo vergonha de forma unissonante, menos é claro, aqueles 40+6 que foram o excremento da votação. Renan e seus 40 me fazem lembrar uma fábula de meus tempos de criança, Ali Babá e seus quarenta ladrões, só que a senha para abertura da caverna em vez de “Abre-te Sésamo”, neste caso deveria ser “Cala-te Boca”, e assim as “portas” das conveniências se abririam todas. Exaustivamente falou-se sobre este caso e agora vamos às suas conseqüências que é o próximo episódio - CPMF. O descaramento é tamanho que os políticos nem sequer se acanham em reivindicar seus favores em troca de seu voto. Vêem a público de cara lavada e declaram seu pedido: ”quero a importância x para o meu município, e ou tantos cargos públicos, e um monte de et ceteras. Fazendo um parâmetro, é como fumar maconha, hoje os usuários nem se preocupam com os caretas à sua volta, já virou rotina, é comum. Eu, na verdade, gostaria de saber apenas o “quanto” custou para o Renan e para o governo, aliás, o mais interessado, o voto excremental daqueles 40+6... Imaginem! O que dá mais pena é o fato de que tudo o que se divulgou por todos os veículos de comunicação não atinge sequer dez por cento dos que fazem peso nas eleições. Tanto que o governo se dá ao luxo de dar lambuja para a oposição, excluindo do programa Bolsa Família 116.000 reivindicantes, ou ficaria melhor usar o termo “litigantes”. Portanto, veremos com certeza, num futuro próximo, a reeleição dos 40+6 e, se com mais fome, talvez se vendam pelo Z mesmo.

Clique aqui...

Abraços do Gigi

Nenhum comentário: