22 de jun. de 2008

Frenesi dos paqueras


Aproveito que estão todos dormindo e vou para o porão, onde está a minha máquina do tempo, e pra variar aciono os controles outra vez para os anos 60. Sei que não vou me tornar maçante ao repetir sempre esta época, isto porque as transformações foram tantas que haja caneta e papel para descrevê-las. Até mesmo no sexo, houve uma revolução que defino como a oitava maravilha do mundo.

Nos homens a Glostora substituiu o chapéu e nas mulheres os decotes se tornaram mais ousados.

Peço, apenas, para que não levem para o lado pejorativo. E é exatamente sobre este tema que vou contar o que seria o “Frenesi dos Paqueras”, ou melhor, dos afamados “fanchonas”.


Leia mais sobre esta crônica clicando aqui



Nenhum comentário: