25 de jul. de 2008

A convocação do Popo

É... Não tem jeito mesmo. Parece que o Carioca não rendeu o que o Chico da Rita esperava. O ceguinho continuou o mesmo, dava mais importância para o terceiro tempo do que para o jogo e sempre ao lado daquela loira estonteante dando aquele trabalho para Pedro. Então, Chico resolveu ganhar o jogo dos capetas na marra e veio buscar um valente e também artilheiro de nossa várzea, o Popo. Assim que Popo chegar, dizia Chico, coitado do time dos tridentes, desta vez vão levar ferro e, com certeza, vamos virar esse jogo.


Eles estão na frente porque o homem aqui na terra só anda fazendo asneira, deixando o Homem lá em cima de cabelo em pé. Descumprem a todo instante as regras do jogo, ou melhor, dos mandamentos. Pela ganância, luxúria e prazer, não honram, sequer, nenhum dos quesitos da Lei Divina.

Zoca, Dô e Iza vão sentir muito a sua falta, mas aceitaram, para alívio da sua dor, o chamamento e, com certeza, vão ter a sua benção. Agora a “Dinastia dos Popó” terá sua continuidade, por hereditariedade, na pessoa de nosso querido amigo Danilo. Ainda bem que o Danilinho e o Piroca são pernas de paus, dizia o Serjão e o Zezinho.

E, quase sempre, mando um email celestial para o meu amigo Chico da Rita, dizendo: não adianta insistir que eu estou CONTUNDIDO.

Que Deus o tenha, meu querido amigo Popo e, vê se faz logo esses gols que precisamos.
Descanse em paz.

Nenhum comentário: