22 de out de 2008

A importância das preliminares II

Após assistir ao jogo entre Santos 1 x 0 Botafogo, os fatos acontecidos durante a partida vieram reforçar ainda mais o meu intento de reviver, o quanto antes, o campeonato de aspirantes.

Será que é difícil entender o porquê de tantos passes errados, de excessivos toques de bola e de inúmeros gols perdidos?

Leia a matéria completa

A importância das preliminares I

É tão importante para o desenvolvimento de qualquer atividade quanto o relacionamento no jogo do amor entre o homem e a mulher. Puxa vida!... Devem estar pensando as mulheres, o cara acertou no ponto “G” da questão.

Na verdade é esta a minha pretensão. Atingir o âmago do interesse na consolidação de uma união entre jogador e torcida. Para isso teremos que agir com a máxima dedicação por esta causa. Por enquanto, é apenas um ensaio, ou melhor, uma crônica de minha parte sobre o assunto em pauta, isto porque, está sendo elaborado um documento pelo meu amigo e colunista do site, o advogado Marcelus Augustus Cabral de Almeida, com o intuito de afixar a idéia no âmbito do desporto geral.

A ingrata função do adeus

No fundo, arrumei sarna pra me coçar. A cada ano que passa um adeus dolorido. E o pior é que este ano já se foram vários amigos do futebol. No começo do ano até fiz uma brincadeira com os falecimentos do Chico da Rita, Carioca e do Popo, dizendo que o Homem lá em cima estava se descabelando para virar o jogo contra os capetas. E, portanto, ainda não satisfeito resolveu fazer uma seleção, levando para junto de si, nesta última semana, mais três craques de nossa várzea: Dema, Walter e Ibraim.
Abraços do Gigi

Futebol de praia


Quem vivenciou os campeonatos de futebol de praia sabe quanta história existe para ser contada. Grandes clubes praianos, campeonatos que movimentavam a orla santista , colorindo nossos fins de semana , acabaram pela violência instalada entre as torcidas.

A memória do futebol de praia precisa ser restaurada, mas este trabalho não é fácil.

Iniciei a publicação de alguns clubes da praia com base no livro do meu amigo Célio Nori - "Boleiros da Areia" -, atualmente, o única referência literária sobre o assunto.


Aproveito para pedir ajuda aos leitores e amantes do futebol, para que juntos possamos reconstruir a história do futebol de praia, já que uma andorinha só não faz verão.





Abraços do Gigi

Novos colunistas do site



Raphael Cavaco , editor do site Milton Neves está colaborando conosco com suas crônicas esportivas, assim como o Ednilson Valia, jornalista com trabalhos publicados em várias revistas esportivas.

10 de out de 2008

Eller pode ser denunciado

Procurador-geral do STJD, Paulo Schmitt, disse que Eller pode ser denunciado em alguns artigos

E você torcedor, o que diz a respeito?


Deixe seu comentário

Um fenômeno chamado Cabralzinho

O técnico Cabralzinho, ex-Santos FC, continua conquistando títulos. Depois de ser campeão da “Champions” africana com o Zamalek, do Egito, venceu a Copa da Tunísia, com o Espérance ao derrotar o L”Etoile de Sahel, atual campeão africano, por 2 a 1

Era tudo um sonho




Estava eu cochilando, antes do jogo contra a Bolívia, com um semblante contente, satisfeito, sorriso largo e, eis que ao fundo escuto um chamado insistente a gritar pelo meu nome: Gigi,Gigi,Gigi... levante que está na hora do jogo.Acordei sobressaltado e com uma dúvida incrível... Será que foi tudo um sonho?


Cadê os bons tempos...


Tomara, pois ainda me encontro crédulo que Robinho venha reconhecer a sua arrogância e prepotência e dê a volta por cima fazendo reviver toda a ingenuidade e irreverência do seu futebol.

Craques do Passado - Marcio Tovar


Iniciou a carreira como jogador de tênis de mesa aos 11 anos de idade, em 1967, no Clube Internacional de Regatas de Santos, incentivado por seu pai Lidio Tovar (várias vezes campeão santista e também seu treinador).