10 de out. de 2008

Cadê os bons tempos...


Tomara, pois ainda me encontro crédulo que Robinho venha reconhecer a sua arrogância e prepotência e dê a volta por cima fazendo reviver toda a ingenuidade e irreverência do seu futebol.

Nenhum comentário: