28 de mar. de 2009

Nós, os duros!


Parodiando este que hoje acredito ser a voz mais direta do nosso povo, embora seja dita sob uma literatura sofisticada, mas mesmo assim compreensível até pelo mais humilde, é ele Arnaldo Jabor. Obviamente, referiu-se a nós, os “duros”, em sua última crônica sobre o corte de diretores do Senado para redução de despesas, de forma irônica e irreverente. Mas, não vou me alongar sobre este tema que já virou “carne de vaca” na boca da mídia e sim, me manifestar a respeito de uma citação proferida por Martin Luther King: “O que mais me preocupa não é o grito dos maus. E sim o silêncio dos bons”. (ler na íntegra)

Nenhum comentário: