28 de mar. de 2009

Ronaldo, o fenômeno da mídia


A imprensa anda extasiada com o retorno de Ronaldo Nazario, tanto que sequer dá bola para fatos interessantes do dia a dia do nosso futebol.Dois casos, que na minha ótica deveriam merecer a atenção de toda a crônica esportiva, e, no entanto, passaram despercebidos por toda a mídia. Um deles aconteceu na última partida entre o Santos e São Paulo, quando o jogador Washington esnobou o árbitro Seneme, fazendo-o de gato e sapato e que originou a crônica "O Mico do Ano".

O outro, ainda mais estranho e inusitado, ocorreu na partida do Santos contra o Oeste, onde o primeiro tempo terminou com apenas 5 faltas.
Se buscarmos uma estatística, com certeza esta poderia ser incluída no Guiness Book, o que significa que ambas as equipes não ofereceram risco algum . Portanto, imaginem o nível.Na minha última crônica "Paraíso dos "Cabeças de Bagre", onde afirmei que o futebol sul americano deixa muito a desejar, talvez seja esta a razão pela qual Ronaldo irá deitar e rolar (não literalmente).

Devido a isso, chego a acreditar que a jogada de marketing foi de ambos os lados, tanto do Corínthians quanto dele.Este, pela fragilidade do nosso futebol, talvez consiga se destacar para a mídia internacional e, quem sabe, ainda abiscoitar outro contrato milionário.Afinal, são coisas do futebol, este infindável e misterioso mundo dos bastidores.

Abraços do Gigi

Nenhum comentário: