1 de mai. de 2009

A síndrome dos 3x0 e 4x1

Havia reclamado sobre o que estaria acontecendo nos bastidores do clube para que houvesse essa repentina reviravolta no desempenho do elenco. Na verdade, dois jogadores tiveram influência direta nos acontecimentos, e o que parece é que estamos reféns deles. O goleiro reivindicou tudo o que tinha direito, e fez o que fez. O centro avante idem, e “não” fez o que “não” fez. É duro, às vezes, enfrentar a verdade, mas, lamentavelmente, ela tem que ser dita, custe o que custar.
Não aceito, em hipótese alguma, de que o Santos já foi longe demais. O futebol hoje no Brasil está nivelado, com raras exceções, muito por baixo, inclusive o futebol paulista. Para que sirva de fundamento a este raciocínio, tanto o Santos quanto o Corinthians desclassificaram das finais os dois melhores times do campeonato. Portanto, não aceito as desculpas de quem quer que seja, de que o vice-campeonato está muito bom.
O Mano padronizou uma tática e conseguiu patentear a retranca, no que se tornou o seu grande mérito, embora eu ache uma tática suicida. Já Mancini encorajou a renovação com muito sucesso e teve uma arrancada brilhante para a final.

Quero crer que essa síndrome da virada até que poderá acontecer, se forem esclarecidas as mazelas dos bastidores.
Outra vez a matemática me fustiga e proponho que seja utilizada uma fórmula quando da renovação contratual do centro avante: “para cada gol seu, se pagaria a importância de $50.000 e, na contra partida, ele devolveria aos cofres do clube apenas a bagatela de $20.000 a cada gol perdido”. No final da temporada, com certeza, ele estaria empenhando até os “brinquinhos”.
Abraços do Gigi

Um comentário:

waldemar disse...

Gigi, penso que sou o unico leitor e apreciador do seu blog, afinal amigos... Vamos lá! Perder ou doar um titulo paulista como aconteceu é duro, mas o que se viu de alguns jogadores não consigo entender. A propósito, voce sabe qual foi o craque visto saindo de um prédio localizado proximo ao canal 3 aonde tem uma otima choperia de nome alemão, as 4 h, no domingo do primeiro jogo da decisão? Não estavam todos no hotel 5 estrelas do clube?