22 de set. de 2009

Caiu a ficha: é fim de linha mesmo.

Lá venho eu com as minhas lamúrias de torcedor apaixonado e fanático, para desacreditar de vez na chegada do Santos F.C. ao G4. Embora saiba que todos os times se nivelam por baixo, haja vista os resultados desta última rodada, Inter, São Paulo e Corinthians mostraram o quanto está difícil para todos. A inconstância, irregularidade e desequilíbrio é uma tônica entre os clubes disputantes, com algumas raras exceções. Apenas o Fluminense preenche todos os requisitos acima.

Na partida entre Santos e Botafogo, viu-se de tudo quanto é mediocridade em matéria de futebol. Um verdadeiro festival de pixotadas. Até parecia festa junina de tantos balões. Usando um termo muito comum entre boleiros: “machucaram a bola”. Ambos fizeram de tudo para não ganhar, tanto que os goleiros pouco fizeram.

Luxemburgo, sequer saiu de sua toca durante os noventa minutos, não por causa da chuva, mas sim de vergonha do seu time. Apenas discordo do seu discurso final alegando que já encontrou o grupo formado. Fala a qual repudio e defino como ato de covardia.

Nós, na arquibancada, mal sabíamos o que fazer: ir embora ou ficar, aplaudir ou vaiar, enfim, era um desânimo total. Para nós santistas, salvo o que o futebol nos reserva pela sua ilógica, ficamos conscientes de que com esse time não iremos a lugar nenhum.

Chego a entender neste momento toda a tensão e palidez do nosso presidente que, apesar de todo esforço e gastança, até agora de nada serviu.

Abraços do Gigi

Nenhum comentário: