25 de out de 2010

Aviso aos navegantes

Título que lembra uma chanchada clássica da Atlântida, mas que aqui tem outro significado, o de que o Santos F.C. entra na briga com os EUA e o Iraque e se prepara para enriquecer o urânio com intuito de fabricar a sua bomba atômica na defesa do seu jogador Neymar. Pretende também comprar um porta-aviões, um encouraçado, enfim, todo tipo de armamento pesado para protegê-lo daqueles “infelizes da bola”, ou os chamados jogadores truculentos (denominação advinda dos Pampas).

Pedir complacência eu sei que é utopia, mas, botar a boca no trombone é mais do que justo.

Lamentável foi a infeliz declaração do treinador Antonio Lopes, querendo reverter o espírito da coisa. Pobre Lopes! Mandou baixar o sarrafo no moleque. Sendo o que foi, não resta a menor dúvida do porque mandar usar da truculência.

Por outro lado, a mídia toda com a sua baba pegajosa adverte, de forma maliciosa, insidiosa e inconseqüente, e acaba incentivando a sua caça.

Ora! Porque não contratamos o crime organizado e numa emboscada acabamos de vez com esta tortura e sofrimento de vê-lo brincar e se deliciar fazendo gozação dentro de campo. Ai dele se estivesse sob o regime dos Aiatolás, com certeza estaria sem os dois pés, ou enterrado até (continue lendo aqui)

Nenhum comentário: