25 de out de 2010

Pimenta nos olhos dos outros é refresco

Só que desta feita, em vez de pimenta como o acontecido com o treinador Leão, em 2002, foi cacetada que a polícia deu no jogador Marquinhos, do Santos F.C.

De fato, estas partidas disputadas no “exterior” ficam complicadas, tanto no norte quanto no sul, devido estar a milhares de quilômetros distantes, o que nos faz sentir que somos pessoas estranhas, isto porque sempre demonstram uma vontade louca e embutida de sua tão almejada independência.

É muito estranho o comportamento da polícia que está ali para conter os ânimos e não para agredir, mesmo porque não havia nenhum tumulto, apenas o reclame do jogador Neymar, que mais uma vez virou saco de pancadas com a anuência do fraco árbitro de futebol, senhor Heber Lopes.

Acho que o que falta para ele é uma peruca, não sei! Se eu não me engano o marcador, ou melhor, o “batedor”, se é que posso colocar no singular, do menino, sequer foi amarelado. Portanto, esse carequinha está com (leia mais aqui)

Nenhum comentário: