25 de out de 2010

Santos despenca ladeira abaixo

Sem vontade, sem equilíbrio e, principalmente, sem comando dentro e fora de campo, o Santos F.C. é derrotado de forma bisonha. Dorival Junior, na verdade, perdeu o pulso no comando da equipe. Foi bastante perceptível o desânimo de alguns jogadores, em especial o Wesley, além dos limitados como Maranhão, Marcel e Zezinho.

O Atlético mostrou apenas disposição e nada mais, e percebendo que o time do Santos não queria nada, partiu para cima e ganhou com méritos de sobra.
Kassiba voltou com a corda toda de sempre e "apadrinhou"o Atlético vestindo a camisa 13, porque a camisa 12 a torcida a vestiu com gala.

Mas, não vamos derramar lágrimas tentando buscar uma desculpa diante de uma atuação medíocre dos jogadores do Santos, refletida no segundo gol do Atlético de forma ridícula.

Um lembrete para Dorival Junior: o time do Santos não pega um rebote sequer, isto mostra mau posicionamento, portanto, obrigação de sua parte.

O Atlético, me parece, jogava sob uma promessa de um “café da manhã” reforçado pelo tanto que seus jogadores correram, fazendo uma partida de vida ou morte.

Como fã que sou do futebol arte, não poderia deixar de reconhecer e tirar o chapéu para o craque Paulo Bayer, que comandou a vitória de seu time.

Abraços do Gigi

Nenhum comentário: