3 de mai. de 2009

A doce amarga condição de ser vice

É duro, mas tenho que me render aos gambás. Já imaginava que seria uma missão impossível, tendo em vista os problemas acontecidos extra campo. Vários foram os fatores que contribuíram para que eles fossem campeões. Mas, dentre todos, acredito ter sido o marketing do Fenômeno o que mais pesou. E, com essa história toda, quem de fato saiu mais feliz foi a própria Confederação que, com certeza, terá casa cheia, ou melhor, cofres cheios para o Brasileirão.
Sorte não foi a de Mano, mas sim a de Luxemburgo e Muricy que, na verdade, não arcaram com o estrambótico, arrepiante, enervante, inaceitável, e mais “trocentos” adjetivos horripilantes, do título de vice-campeão.Sobre esta ótica isto quer dizer que, na verdade, quando se disputa uma final você, na condição de vice, é o DERROTADO. E acredite se quiser, terminaram invictos com 11 empates.
Um lembrete sobre esse menino Neymar, que foi crucificado mais pela falha do Kleber Pereira do que pelo seu próprio futebol. Tivesse o “Pé Murcho” feito o seu papel, ele com certeza estaria saindo dessa consagrado. Mas é uma bela promessa.
Dunga deve ter relembrado seus bons tempos de bola, ao assistir o Domingos...Seleção! - só o meu amigo Dorval, o Macalé, irá entender essa.No entanto, senti pelo menos um minuto de alegria. Mesmo com a vitória, não puderam por as mãos na taça... tava quente demais!

Abraços do Gigi

Um comentário:

Waldemar F. Serra disse...

Venho acompanhando suas "crônicas". Como também SANTISTA, diria serem queixumes. Esse imundo sub-mundo que é o futebol não merece nosso apreço, porém aos 65 o que fazer? Depois do resultado é sempre fácil apontar o dedos de acusação! Uma única dúvida se me apresentou logo ao início da partida final: "uma semana concentrados, reunião de família(até que é interessante), videos, motivação, etc...O que eu vi: nenhuma jogada treinada, nenhuma motivação (2 ou 3 exceções) e entradas desleais. As falhas foram cometidas pelos mesmos, sempre os mesmos, e não foi somente ontem. Analisem os jogos e comprovarão. Errar é possível e humano, mas persistir...Culpados? Somos todos nós.