30 de out. de 2009

Partilha do Bocado II - Tá no Sangue

Tenho plena consciência de que a corrupção é um mal da humanidade desde os primórdios, como assim relata a sua própria história.

Outro dia, saboreando o vasto conhecimento cultural do meu amigo Giorgio, e eu de canudinho na sua sapiente jugular, falávamos sobre história quando ele me explicou que, durante o governo de Roma existiu um personagem que se denominava por “Sequestri – Sequestrus”, o qual, oficialmente, guardava como fiel depositário o fruto da negociata entre o corruptor e o corrupto, liberando a respectiva quantia assim que fosse definida a transação.

Redigi a primeira matéria logo em seguida ao acontecimento em que o Brasil, ou melhor, a cidade do Rio de Janeiro havia sido escolhida para sede dos Jogos Olímpicos de 2016 e, já havia naquela ocasião externado minha preocupação quanto a manipulação de toda dinheirama para a sua realização.

O mais interessante é que até hoje milhares de observadores, curiosos, especialistas e toda crônica em geral, também se manifestaram a respeito demonstrando, de forma unânime, a mesma preocupação no controle dos gastos. Isto quer dizer que é um problema endêmico, está no sangue do nosso povo. Só falta cometer o absurdo de nomear o órgão controlador e fiscalizador de “Comitê de Seqüestro”. Assim, pelo menos não haveríamos de nos preocupar já sabedores da existência de um over oficial.

Apenas para rememorar, o PAN 2007 orçado em R$ 300 milhões, acabou em R$ 1 bilhão e 200 milhões. Portanto, se imaginarmos um percentual de superfaturamento em torno de 15%, e como já foi estipulado previamente um gasto de R$ 30 bilhões...”é grana prá dedéu”.

Que façam bom proveito, e vamos que vamos...

Abraços do Gigi



Nenhum comentário: