14 de dez. de 2009

Futebol, a dança do diabo


Sei que é plágio, pois o título é do livro de um grande jogador e amigo do passado chamado Francisco José Sarno, lateral que jogou no Palmeiras e no Santos e terminou como um autêntico técnico das Arábias, a quem faço neste ato a minha reverência. Hoje, Sarno amarga a perseguição deste alemão chato, o tal de Alzheimer que vive fustigando a nós, os velhinhos.

Pois bem, seu livro editado nos anos 70, narra fatos sobre os bastidores do mundo do futebol que nada foge aos dias de hoje. A grande realidade é que ainda hoje persistem os desmandos por ele delatados num passado não muito remoto, mas apenas com nova roupagem. Vestes estas que no presente com mais bordados, miçangas, lantejoulas, enfim todos os aparatos de gala,só que revestidos de muito “ouro”.

Nenhum comentário: